Logotipo ACIA Online

Formulário de Consulta

CÓDIGO SENHA

Dólar começa o mês em queda, após eleições municipais

O dólar opera em queda nesta segunda-feira (3), em linha com o exterior e após o resultado das eleições municipais no Brasil, que na avaliação do mercado fortaleceu o governo federal e pode ajudar na aprovação das medidas de ajuste fiscal, destaca a Reuters.

Às 10h29, a moeda norte-americana caía 0,5%, a R$ 3,2355. 

Veja a cotação do dólar hoje.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:
Às 9h10, queda de 0,12%, a R$ 3,2477
Às 9h59, queda de 0,21%, a R$ 3,2449

"O grande vencedor dessas eleições foi o PSDB, por ter triunfado em São Paulo, abrindo espaço para o governador Geraldo Alckmin ser o nome de consenso em 2018. Quando migra de Aécio Neves para Alckmin, traz alívio ao mercado, já que o mineiro pode ter algumas complicações nas investigações em curso daqui para a frente", avaliou em entrevista à Reuters o superintendente Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva.

Nas eleições de domingo, pela primeira vez desde que foi instaurado o segundo turno um prefeito foi eleito em primeiro turno em São Paulo. João Dória, afilhado político de Alckmin, venceu a disputa.

"As eleições podem levar o governo federal a acelerar a votação das medidas de ajuste fiscal no Congresso, entre elas, a PEC do teto fiscal. Isso tira um pouco da tensão e do peso do dólar", disse Silva.

A expectativa é de que a Proposta de Emenda à Constituição que limita os gastos públicos seja aprovada pela comissão especial da Câmara ainda nesta semana, para ser votada pelo plenário da Casa dias 10 e 11, destraca a Reuters.

As medidas de ajuste fiscal são um dos três fatores que o Banco Central observa com atenção para se decidir por um corte da taxa Selic, atualmente em 14,25% ao ano.

Cenário externo
O exterior também tem um clima mais favorável ao recuo do dólar ante outras divisas e contribui para o movimento baixista deste início de trimestre.

"Circularam no final de semana rumores de que o acordo do Deutsche Bank com o Departamento de Justiça norte-americano ainda não tinha sido alcançado, o que seria um fator de estresse. Mas hoje é feriado na Alemanha e o mercado resolveu deixar para digerir isso depois", disse à Reuters o especialista da Correparti.

O mercado no exterior digeria os bons indicadores da Europa e aguardava os números norte-americanos. A atividade industrial na zona do euro acelerou no mês passado para 52,6, ante 51,7 em agosto, segundo a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

Interferência do BC
O Banco Central vendeu nesta segunda-feira o lote integral de 5 mil contratos de swap cambial reverso - equivalente à compra futura de moeda.

Último fechamento
O dólar fechou em baixa na sexta-feira (30), influenciado pela disputa para a formação da Ptax (taxa que serve de referência para uma série de contratos cambiais) e de olho no leilão de linha do Banco Central.

A moeda norte-americana recuou 0,11%, a R$ 3,2517, vendida a R$ 3,2547.

Na semana, o dólar avançou 0,13%. No mês de setembro, teve alta de 0,69%. Em 2016, a moeda tem desvalorização acumulada de 17,6%.

Notas de dólar (Foto: Reuters)Dólar começa o mês de outubro em queda (Foto: Reuters)
tópicos:



<< Voltar

Sede própria, localizada na Rua José Barbosa de Oliveira, 475
Centro - Cassilândia/MS
CEP: 79540-000

Horário de atendimento:
Segundas a Sextas-Feiras, das 8h às 18h. Sábados, das 8h às 12h.

Telefone: (67) 3596-1522
Telefone: (67) 8148-1958
CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK SIGA-NOS NO TWITTER YOUTUBE
DESENVOLVIDO POR SOPHUS TECNOLOGIA